Sólida

BLOG

O QUE ANALISAR ANTES DE OPTAR PELO FINANCIAMENTO

O sonho da casa própria pode parecer complicado para quem está buscando financiamento. Afinal, é tanta burocracia e papelada, tantas opções e empresas que fica até difícil saber por onde começar. Por isso, separamos algumas dicas muito úteis que vão facilitar a sua vida. Confira!

Quanto maior o valor da entrada, melhor para o seu bolso

A entrada ideal é aquela que fará o financiamento ter um número de parcelas menor para pagar e, consequentemente, menos juros.

Atualmente, o FGTS pode ser utilizado como entrada em vários modelos de financiamento. Verifique essa opção antes de escolher definitivamente o tipo de financiamento.

Pesquisar é essencial

Procure diversos bancos e empresas de financiamento, dando preferência às que possuam taxas de juros e condições mais próximas ao seu perfil. Se surgiu uma grande oportunidade e você não pode dar uma grande entrada, veja quais bancos possuem condições de financiamento a longo prazo mais atraentes.

Realizar simulações é a melhor forma de se ter uma noção dos valores. Na hora de realizar os cálculos, leve também em consideração o prazo para pagamento e o percentual máximo que pode ser financiado.

Considere o impacto na renda

Várias pessoas ainda acreditam que é necessário ter um salário muito alto para conseguir aprovação do financiamento, mas isso é coisa do passado.

No entanto, o banco ou empresa pelo qual você optar pelo financiamento irá analisar se você é capaz de realizar o pagamento do imóvel, e as prestações do financiamento não podem ultrapassar 30% da sua renda familiar.

Dicas de ouro

– Abra uma conta-corrente no local em que você for solicitar o crédito, pois as instituições costumam oferecer taxas de juro melhores para os clientes.

– Deposite tudo o que você ganha na conta, inclusive se você costuma ganhar uma renda extra vendendo tapetes ou quitandas, por exemplo. Assim, é mais fácil de comprovar seus recebimentos.

– Informações incorretas na documentação podem fazer com que o financiamento seja negado, pois demonstra desleixo e também “falta de compromisso” com a instituição financiadora. Por isso, separe os documentos com antecedência para que, caso haja algum erro, você possa solicitar a correção o quanto antes. E atenção: pessoas casadas precisam apresentar os documentos do cônjuge.

– Atualmente, existe um programa chamado Cadastro Positivo que permite que bancos e empresas descubram se a pessoa realiza o pagamento das contas e prestações em dia. Por isso, mantenha suas finanças em dia para facilitar a aprovação do financiamento!

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + 20 =