COMO É CALCULADA A TAXA DE CONDOMÍNIO?

BLOG

COMO É CALCULADA A TAXA DE CONDOMÍNIO?

Muitas dúvidas surgem na hora de definir o valor do condomínio mensal. Quais despesas devem ser divididas entre os moradores? Todos os condomínios devem seguir a mesma regra ou cada caso é um caso?

Confira o artigo que a Sólida preparou sobre os principais questionamentos a respeito das taxas de condomínio.

O que é levado em conta na hora de calcular a taxa de condomínio?

As despesas comuns que devem ser divididas entre os condôminos são:

• Remuneração do síndico ou isenção da taxa de condomínio do síndico;
• Taxa da administradora do condomínio;
• Salário de funcionários (faxineiras, porteiros, etc.) e encargos sociais;
• Energia utilizada em áreas comuns (lâmpadas dos corredores, garagem e elevador, por exemplo);
• Água (no caso do Condomínio Bosque Real, que possui medidores de gás e água individuais para cada apartamento, o valor se refere à água utilizada em áreas comuns para faxina e atividades de manutenção, como jardinagem);
• Telefone (caso haja);
• Materiais de limpeza;
• Obras e/ou manutenções nas áreas comuns do condomínio;
• Dentre outros.

Além disso, os condomínios podem calcular a taxa de condomínio das seguintes formas: por fração ideal ou individual.

Fração ideal: nesse cálculo, a taxa de condomínio é dividida proporcionalmente pelo tamanho das unidades. Por exemplo, um morador de um apartamento com 50 m² deve pagar uma taxa de condomínio maior que o morador de um apartamento com 30 m².

Segundo o artigo 1.336 do Código Civil, a cobrança por esse método é a mais adequada, mas a convenção do condomínio pode optar por cobrança por unidade.

Por unidade: nessa taxa de condomínio, todos os valores são divididos igualmente entre os moradores do condomínio.

Além disso, o cálculo por ser feito mensalmente ou anualmente.

O cálculo da taxa mensal é feito POR MÊS. Ele soma todos os gastos que o condomínio teve durante o mês e divide por fração ideal ou unidade. Ou seja: nesse cálculo, o valor da taxa nunca é fixo, e o morador pode pagar mais caro ou mais barato de um mês para outro.

A taxa fixa ANUAL é calculada fazendo uma previsão de 12 meses. Para calculá-la, deve ser levado em conta que os valores de produtos e serviços podem inflacionar nesse período. Após cálculo da média de gastos mensais, é apresentado um valor fixo que todos os condôminos (com exceção do síndico, caso haja isenção de taxa) devem pagar mensalmente durante 1 ano.

A vantagem da taxa de condomínio fixa é que, caso haja algum imprevisto no condomínio e seja necessário pagar por reparos, o valor que “sobra” nas contas de cada mês pode ser utilizado como um fundo para emergências.

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp