O QUE ANALISAR ANTES DE OPTAR PELO FINANCIAMENTO

BLOG

O QUE ANALISAR ANTES DE OPTAR PELO FINANCIAMENTO

O sonho da casa própria pode parecer complicado para quem está buscando financiamento. Afinal, é tanta burocracia e papelada, tantas opções e empresas que fica até difícil saber por onde começar. Por isso, separamos algumas dicas muito úteis que vão facilitar a sua vida. Confira!

Quanto maior o valor da entrada, melhor para o seu bolso

A entrada ideal é aquela que fará o financiamento ter um número de parcelas menor para pagar e, consequentemente, menos juros.

Atualmente, o FGTS pode ser utilizado como entrada em vários modelos de financiamento. Verifique essa opção antes de escolher definitivamente o tipo de financiamento.

Pesquisar é essencial

Procure diversos bancos e empresas de financiamento, dando preferência às que possuam taxas de juros e condições mais próximas ao seu perfil. Se surgiu uma grande oportunidade e você não pode dar uma grande entrada, veja quais bancos possuem condições de financiamento a longo prazo mais atraentes.

Realizar simulações é a melhor forma de se ter uma noção dos valores. Na hora de realizar os cálculos, leve também em consideração o prazo para pagamento e o percentual máximo que pode ser financiado.

Considere o impacto na renda

Várias pessoas ainda acreditam que é necessário ter um salário muito alto para conseguir aprovação do financiamento, mas isso é coisa do passado.

No entanto, o banco ou empresa pelo qual você optar pelo financiamento irá analisar se você é capaz de realizar o pagamento do imóvel, e as prestações do financiamento não podem ultrapassar 30% da sua renda familiar.

Dicas de ouro

– Abra uma conta-corrente no local em que você for solicitar o crédito, pois as instituições costumam oferecer taxas de juro melhores para os clientes.

– Deposite tudo o que você ganha na conta, inclusive se você costuma ganhar uma renda extra vendendo tapetes ou quitandas, por exemplo. Assim, é mais fácil de comprovar seus recebimentos.

– Informações incorretas na documentação podem fazer com que o financiamento seja negado, pois demonstra desleixo e também “falta de compromisso” com a instituição financiadora. Por isso, separe os documentos com antecedência para que, caso haja algum erro, você possa solicitar a correção o quanto antes. E atenção: pessoas casadas precisam apresentar os documentos do cônjuge.

– Atualmente, existe um programa chamado Cadastro Positivo que permite que bancos e empresas descubram se a pessoa realiza o pagamento das contas e prestações em dia. Por isso, mantenha suas finanças em dia para facilitar a aprovação do financiamento!

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

MOTIVOS PARA ABANDONAR O ALUGUEL

BLOG

MOTIVOS PARA ABANDONAR O ALUGUEL

Por mais engraçado que seja ver o “Seu Madruga” passar um sufoco por causa dos 14 meses de aluguel atrasados, sabemos que, na vida real, a história é completamente diferente. Alguns dias de atraso, mesmo que sob justificativa, costumam abalar o relacionamento entre inquilino e proprietário, sem falar em diversas outras circunstâncias que podem fazer locador e locatário ficarem um contra o outro.

Hoje nós trazemos uma lista de motivos para você declarar independência do aluguel e adquirir sua casa própria. Confira!

O ALUGUEL NÃO TEM RETORNO

Tudo bem que você vai ter um lugar para morar, mas é como se você se hospedasse em um hotel sem Wi-Fi nem café da manhã incluso durante 30 dias, e o seu suado dinheirinho não vai retornar para você. Agora, no caso da casa própria, você poderá revender o imóvel ou até mesmo alugá-lo no futuro por um valor maior do que o que pagou pelas prestações do financiamento.

O CONTRATO PODE SOFRER ALTERAÇÕES

Reajustes do valor do aluguel são frequentes e, por isso, não são raras as vezes em que um aluguel barato acaba saindo mais caro que a parcela de um imóvel financiado.

Outro ponto que deve ser levado em conta é que o locatário pode decidir vender o imóvel ou alugá-lo para um conhecido. Nessas situações, o morador terá que procurar outro lugar para morar, que pode não ser tão bom quanto o antigo por motivos de localização, aluguel, etc.

A DECISÃO FINAL É DO PROPRIETÁRIO

Sabe aquele problema no encanamento e aquela goteira que você vive esperando resposta do proprietário para consertar? Ou então aquela parede que você queria remover para ampliar o quarto do bebê que está para nascer? Na casa própria, você faz isso sem ter que esperar pela anuência do locatário.

Além disso, qualquer investimento que você fizer em um imóvel alugado acaba “ficando” para o próximo morador. Ou seja: mais dinheiro sem volta.

Agora que você já está por dentro das desvantagens de pagar aluguel, conheça as vantagens de adquirir a casa própria!

  • Ao contrário do aluguel, o pagamento é fixo e pré-combinado;
  • O contrato de financiamento é previsível e dificilmente sofre alterações a longo prazo;
  • Quem compra, constrói um patrimônio pessoal e pode deixar a casa de legado para os filhos;
  • O imóvel próprio proporciona mais conforto e segurança;
  • Você terá liberdade para fazer o que quiser e mexer na planta do imóvel;
  • A tendência é de o imóvel valorizar com o tempo, então caso você vá vendê-lo no futuro, poderá receber um valor muito maior do que o que pagou por ele.

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp